25 de fev de 2010

A busca pela magreza...porém, nem tanto!

A cada ano milhões de mulheres se espelham nas modelos mais bem pagas do mundo em busca de um corpo perfeito. Mas será que podemos considerar corpo perfeito uma silhoueta praticamente óssea?
Não acredito que esse seja o padrão das mulheres de nenhum lugar do mundo...a não ser do mundo da moda. Mundo cruel, mundo ilusório, mundo tão distante da realidade, mas que dita conceitos, beleza, padrões, referências...menos saúde. Digo isso porque magreza como as apresentadas na última temporada de moda em New York não são sinais de saúde, muito pelo contrário. Sabemos de casos de anorexia, bulimia e outros distúrbios alimentares e psicológicos causados pela necessidade e vontade de querer participar de um sonho.
O site da uol – moda publicou uma notícia que trazia o assunto.
“Um dos motivos que desencadearam a apuração dos textos foi a reunião anual promovida pelo Conselho dos Estilistas da América (CFDA), realizada em 9 de fevereiro, em Nova York, dois dias antes do início dos desfiles na cidade. O painel “A Beleza da Saúde: Dando um Novo Tamanho ao ‘Sample Size’” reuniu estilistas, diretores de casting, representantes de agências de modelos e da imprensa e um especialista em distúrbios alimentares para discutir a saúde das modelos e a atual magreza abusiva.
O chamado “sample size” é o tamanho utilizado nas peças de desfiles e de mostruários, e acaba sendo a baliza para os corpos das meninas. Elas têm de caber. A idéia do conselho é que com um novo “sample size”, maior que o atual, as modelos não sofreriam mais tanta pressão para perder peso”.
Veja notícia completa em: http://estilo.uol.com.br/moda/ultnot/2010/02/23/nyt-e-top-coco-rocha-entram-na-polemica-da-magreza-das-modelos.jhtm
Se ainda não assistiu ao vídeo sobre padrão de beleza, vale a pena. Veja e reflita:
http://www.youtube.com/watch?v=UWplvsMibTk

Nenhum comentário:

Postar um comentário